[REVIEW] Nós assistimos Pokémon: Detetive Pikachu!

0
12

Depois de muita expectativa, Pokémon: Detetive Pikachu finalmente estreou nos cinemas de todo o mundo. O primeiro filme live-action da franquia, chega para tentar mudar de vez a industria de longas baseados em jogos de videogame. É não é que deu certo mesmo…

Antes de mais nada, Detetive Pikachu não é baseado nos jogos originais Pokémon (os clássicos RPGs), mas sim num spin-off lançado em 2016 para Nintendo 3DS. A trama envolve um garoto chamado Tim Goodman (Justice Smith), que acaba de perder o pai em um acidente de carro. Buscando entender o que aconteceu, ele acaba encontrando o parceiro pokémon de seu pai, um Pikachu (Ryan Reynolds), que o acompanhava em seu trabalho como detetive. Porém, o monstrinho perdeu a memória no acidente e então sai a procura de pistas para desvendar o mistério de sua amnésia.

E assim começa a amizade entre Tim e Pikachu, um garoto que cresceu e hoje não liga mais pra pokémon e um rato elétrico viciado em café. Claro, que no inicio os dois acabam não se dando muito bem, mas com o tempo os dois vão revelando seus traumas e aprendendo um com outro. E isso que é legal de Detetive Pikachu, já que toda relação entre humano e Pokémon é complexa no começo, dependendo estritamente de confiança e o filme soube explorar bem isso.

Apesar das atuações de Justice Smith e Kathryn Newton, que interpreta a aprendiz de repórter Lucy Stevens (e par romântico de Tim no filme), não serem tão grandiosas assim, Ryan Renolds rouba a cena com a voz do Pikachu. As frases do rato elétrico são muito engraçadas e apesar do filme ser voltado para um público mais infantil, algumas piadas são tão adultas que deixam o filme ainda mais hilário.

Assim como um bom filme de detetive, o roteiro tem diversos plot-twists. No começo você acaba nem reparando muito nas explicações do filme, já que o foco são os pokémon aparecendo na tela. Já do meio pro final, o filme acaba desvendando alguns mistérios até então desconhecidos e a ação começa a rolar solta. Ganham destaques aqui as cenas de batalha e captura de pokémon, que são realmente “eletrizantes” e mostram a verdadeira essência dos jogos Pokémon.

pokemon pikachu detective

Já os pokémon do filme são um show a parte. Pra quem estava com medo no inicio de que os monstrinhos não funcionariam em um filme live-action, pode ter certeza que funciona sim. A forma como a animação CGI dos pokémon foi feita é espetacular, com um tom mais “animalesco”, sem perder a essência do design criado por Ken Sugimori para os jogos. Os pokémon são facilmente reconhecidos durante as cenas e aparecem o tempo todo no plano de fundo do filme.

Pra quem é fã da franquia, é simplesmente sensacional ficar caçando os monstrinhos entre uma cena e outra, já que os produtores incluíram pokémon de quase todas as gerações lançadas até hoje (Jigglypuff, Snorlax, Pancham, Snubbull, Treecko, Braviary, Torterra, Comfey, Greninja, e por ai vai). Além disso, pokémon que ganharam mais destaque no filme tem cenas impagáveis, como o Mr. Mime e o macaquinho Aipom, que fazem você gargalhar no cinema que nem uma criança de 7 anos.

E pra quem desconfiava, Mewtwo tem sim um papel muito importante na trama. O “super pokémon” criado pelos humanos surge imponente durante algumas cenas e não tem como não ficar maravilhado com o que seus poderes podem fazer. O filme até faz uma referência à sua criação, explicando onde ela se encaixa na linha do tempo e fazendo um paralelo com a história dos jogos.

E realmente, o que não falta nesse filme, são referências. Os produtores do filme se preocuparam tanto com isso,  que encheram os cenários do filme com panfletos e letreiros homenageando diversos elementos da franquia. Certeza que o pessoal aqui do GN vai assistir o filme umas 200 vezes pelo menos pra ver tudo o que foi colocado ali. Simplesmente surreal.

Imagem relacionada

Mas é isso aí, Detetive Pikachu é sem dúvida um filme para assistir com os amigos e especialmente com a família. Pode não ser a melhor experiência cinematográfica desse ano (até porquê seria muito difícil bater Vingadores), mas mesmo assim deu um passo importante para um futuro universo cinematográfico de Pokémon.

E isso mostra como o filme foi importante para a Nintendo, que já cogita inclusive uma “continuação” (que é pouco provável, já que a história do filme é fechada). Ainda não está claro como isso poderá ser feito, mas a ideia é que essa ambientação dos monstrinhos no mundo real abra as portas para quem sabe, um vindouro filme inspirado nos jogos originais da franquia.

Por essas e outras, o filme de Pikachu merece todo os aplausos e já pode ser considerado um “filme de videogame que deu certo”. ⚡ ⚡ ⚡


Nota: 8.5/10

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here